Acordo tripartido vai beneficiar pessoas com deficiência com cadeiras de roda

Cidade da Praia, 03 Mar (Inforpress) – A Cruz Vermelha de Cabo Verde, Ministério da Saúde e da Segurança Social e a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias rubricaram hoje um acordo tripartido para beneficiar pessoas com deficiência com cadeiras de roda. 

O documento foi assinado na manhã de hoje, na Cidade da praia, pelo presidente da Cruz Vermelha, Arlindo Carvalho, pelo director do Gabinete dos Assuntos Farmacêuticos, Bruno Santos, e por um representante da igreja, que participou por via conferência.  

Na ocasião, o presidente da Cruz Vermelha de Cabo Verde, Arlindo do Rosário, agradeceu o empenho das partes envolvidas neste acordo, tendo realçado que o trabalho desenvolvido com o Ministério da Saúde tem tido “resultados visíveis” e que a igreja tem sido “um autêntico parceiro das causas sociais humanitárias” no País, sobretudo nos momentos de crise.   

“É um projecto que exigiu de todos conhecimentos mais também aplicação de ferramentais, sendo que esta inserido no quadro das orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a população com deficiência física e motora e prevê não só uma doação, mas também uma formação previa para aos fisioterapeutas, terapeutas e os técnicos que vão apoiar estas pessoas”, referiu.  

O acordo contempla ainda o processo de gestão dos equipamentos, com supervisionamento, reposição das peças e acompanhamento muito próximo por parte das estruturas do Ministério da Saúde, das câmaras municipais, através dos serviços de promoção da saúde, e dos conselhos locais da Cruz Vermelha.  

Segundo Arlindo Carvalho, trata-se de um modelo que se ajusta melhor à realidade cabo-verdiana, que nesta primeira fase vai beneficiar estas pessoas com 270 equipamentos moveis, 130 ferramentas auxiliares e outros utensílios que serão mobilizados.  

Explicou ainda que o acordo vai ser enriquecido com outras valências através de associações e cabo-verdianos radicados na diáspora e de parceiros, de forma a minimizar o sofrimento daqueles que precisam e reforçar as ferramentas para combater a pandemia da covid-19.   

Em representação do Ministério da Saúde, Bruno Santos agradeceu pela doação e sublinhou que a mesma irá servir e ajudar nessa primeira fase pessoas com deficiência da região do Barlavento.  

Avaliados em cinco mil contos, a doação das cadeiras de roda, sendo grande parte para todo o terreno acidentado e outros meios auxiliares, vai contribuir para a melhoria da mobilidade das pessoas com deficiência.  

AV/AA 

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos