ACLCVBG capacita mulheres líderes comunitárias para melhor implementação do projecto “Fla Sim pa Mudjer”

Cidade da Praia, 13 Out (Inforpress) – A Associação Cabo-verdiana de Luta contra a Violência com Base no Género (ACLCVBG) iniciou hoje um workshop com vista à preparação das mulheres líderes comunitárias e responsáveis dos serviços, para uma melhor implementação do projecto “Fla Sim para Mudjer”.

“Fla Sim pa Mudjer” (‘Diga sim às mulheres’), segundo a coordenadora Nair Tavares, é um projecto de empoderamento legal das mulheres líderes comunitárias e potenciais líderes, através de formação com conteúdos de vários âmbitos do direito, para melhorar o exercício da cidadania, acesso à justiça e a prevenção de situações de violência.

“Este workshop enquadra-se na fase da planificação. Nós vamos ter formações a vários níveis. Neste momento, temos mulheres líderes comunitárias com formação sobre as questões do direito para melhorar a sua literacia jurídica, mas também para terem melhores informações e poderem conseguir reivindicar os seus direitos e ter melhor acesso à justiça”, disse.

Por outro lado, o momento será aproveitado para a criação de um sistema de monitorização, avaliação e aprendizagem, com base nos resultados esperados com a implementação deste projecto que inicialmente abrange apenas a ilha de Santiago, sendo que a intenção da Associação é da sua disseminação para outras regiões do país.

“Portanto, nesses três dias de trabalho nós vamos criar esse sistema para podermos, ao longo da sua implementação, fazer a monitorização e avaliar as acções, com todas as lideranças, as instituições e recolher ‘inputs’, criar indicadores que poderão ajudar-nos nesse processo”, explicou Nair Tavares.

A ideia é que por meio do activismo comunitário de mulheres empoderadas legalmente, é possível produzir mudanças associadas às iniquidades de género, prevenindo violência, promovendo os direitos das mulheres e meninas nas comunidades.

O objectivo do projecto, lançado no mês de Maio deste ano, e que tem a duração de três anos, é de contribuir para a prevenção da VBG (Violência Baseada no Género) com vista a redução dos casos em Cabo Verde, através do aumento da conscientização sobre os direitos das mulheres e o acesso à justiça.

O projecto “Fla Sim pa Mudjer” – mulheres juntas na prevenção contra VBG em Cabo Verde foi concebido pela ACLCVBG em parceria com a Temis, uma ONG do Brasil que trabalha na promoção dos direitos humanos.

MJB/CP

Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos