Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Abraão Vicente entre as 100 Personalidades Mais Influentes de Descendência Africana 2020 

Cidade da Praia, 06 Out (Inforpress) – O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, foi reconhecido como uma das 100 Personalidades Mais Influentes de Descendência Africana (MIPAD), na categoria política e governança para o ano 2020.

Uma nota de imprensa do gabinete de comunicação do Governo, a que a Inforpress teve acesso, destaca o governante cabo-verdiano pelo que tem feito, enquanto membro do Governo da IX Legislatura, e no cumprimento das suas funções nas pastas da cultura e das indústrias criativas, da comunicação social e na CNU.

Abraão Vicente que é também presidente da Comissão Nacional da Unesco para Cabo Verde (CNU), faz parte da lista das 100 personalidades mais influentes de descendência africana no mundo, com menos e/ou 40 anos, com contribuição positiva no sector público e privado.

De acordo com a mesma fonte, durante esses quatro primeiros anos como governante, o MCIC liderou, com sucesso, o processo de elevação da Morna a Património Mundial da Humanidade, o mais vasto e completo programa de reabilitação e restauro de património histórico e cultural nacional, a elevação da tabanca, das festas de São João e da língua cabo-verdiana a património imaterial nacional.

“A reforma na comunicação social, a formalização das instituições do sector, o dossier de rectificação dos tratados internacionais, a nova lei dos direitos de autor, a lei de entidades gestoras de direitos de autor e direitos conexos, a primeira lei do cinema, a infra-estruturação cultural do país através da construção dos auditórios nacionais/municipais, a construção de um novo Centro Nacional de Arte Artesanato e Design entre vários outros dossiers conduzidos com sucesso”, lê-se na nota.

Para a edição de 2020, a Most Influential 100 destaca africanos, no continente e também nos outros países que tem trabalhado e realizado trabalhos de grande influência e reconhecimento no cargo em que desempenham.

O prémio que comporta o selo das Nações Unidas em apoio à Década Internacional dos Afrodescendentes, a ser observada de 2015-2024, conforme proclamado pela Resolução 68/237 da Assembleia Geral das Nações Unidas, distingue personalidades africanas nas categorias de política e governança, negócios e empreendedorismo, mídia e cultura, humanitária e religiosa.

Nesta lista dos mais influentes afrodescendentes no mundo estão ainda destacados a nova ministra da Cultura, Turismo e Ambiente de Angola, Adjany da Silva Freitas, membro do Parlamento Europeu e Co-presidente da Renew Europa, Samira Rafaela, vice-presidente do Parlamento da Alemanha, Aminata Touré, chefe da Câmara dos Representantes dos EUA, Charlyn Stanberry,  presidente da Fundação Obama, Adewale “Wally” Adeyemo e entre outros.

Em resposta ao actual género global e ao movimento de igualdade racial, a edição 2020 foi intitulada de “Global Reckoning” com a tema “Representation Matters” (Questões de Representação).

Segundo o fundador da Most Influential 100, Kamil Olufowobi, esta edição olhou para o mundo para ver a presença das pessoas de descendência africana com alto cargo e influência reconhecida e icónica.

AV/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos