Abertura de embaixada de Cabo Verde em Bissau é “passo significativo” no reforço das relações – MNE cabo-verdiano

Bissau, 15 Fev (Inforpress) – O chefe da diplomacia cabo-verdiano, Rui Alberto Figueiredo Soares, afirmou hoje que a abertura da embaixada de Cabo Verde na capital da Guiné-Bissau é um “passo significativo” no reforço das relações de cooperação entre os dois países.

“Com a fixação de um embaixador permanente estamos a dar um passo significativo neste reforço. Os povos da Guiné-Bissau e de Cabo Verde podem esperar um melhor serviço, um serviço de qualidade, e o estreitamento destas relações multisseculares e históricas entre os nossos dois povos e países”, disse o também ministro-adjunto do primeiro-ministro e da Integração Regional e ministro da Defesa.

Rui Alberto Figueiredo Soares falava aos jornalistas após ter inaugurado as instalações da embaixada de Cabo Verde, em Bissau, acompanhado da sua homóloga guineense, Suzi Barbosa.

A embaixada de Cabo Verde fica situada no centro de Bissau, na Avenida Combatentes da Liberdade da Pátria, junto à chancelaria de Angola.

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde anunciou também que no âmbito da sua visita, que termina quarta-feira, vai preparar uma deslocação à Guiné-Bissau do primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva.

“Eu trago aqui, do primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, a incumbência de preparar rapidamente para os próximos tempos, até ao início de Março, uma visita do primeiro-ministro com o objectivo fundamental de analisarmos de maneira sistemática as áreas nas quais podemos cooperar”, afirmou.

Segundo Rui Alberto Figueiredo Soares, será analisada não só a cooperação entre Estados e governos, mas também as condições de fixação da comunidade guineense residente em Cabo Verde e da cabo-verdiana residente na Guiné-Bissau e a cooperação entre a classe empresarial.

“O primeiro-ministro virá com uma delegação em princípios de Março para reforçarmos ainda mais esta cooperação, que se mostra como muito produtiva e benéfica”, disse, salientando que com as recentes visitas se pode iniciar um “novo ciclo nas relações” entre os dois países.

No âmbito da sua visita, o chefe da diplomacia cabo-verdiana tem ainda hoje encontros de cortesia com o primeiro-ministro guineense, Nuno Gomes Nabiam, e com o Presidente, Umaro Sissoco Embaló.

Em Janeiro, o Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, visitou o país, sendo o primeiro chefe de Estado de Cabo Verde a fazê-lo.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos