Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Abandono provocado pela situação de desemprego no Sal não assusta Comissão de Recenseamento Eleitoral, garante responsável (c/áudio)

Espargos, 29 de Jul – O presidente da Comissão de Recenseamento Eleitoral garantiu hoje que até o momento o volume dos potenciais eleitores que abandonaram a ilha não foi ressentido nos trabalhos que estão a ser feitos no âmbito do novo recenseamento.

Apesar da ilha do Sal prever assistir a partida de cerca de tês mil pessoas, com destino às suas origens, Gilberto Évora adiantou que o emergir dos novos eleitores, sejam eles pela sua maioridade atingida ou por outra natureza, têm garantido superioridade em relação aos pedidos de transferência.

“É verdade que muitos eleitores do Sal viajaram para outras ilhas, mas até então não temos o sentimento exacto do volume de saída, muito por culpa dos novos recenseamentos estarem a provocar uma sensação de equilíbrio, pois não temos de forma tangível muitas transferências solicitadas e desde 2016 até então estamos a conhecer a melhor época no que diz respeito a novos recenseamentos”, explicou Gilberto Évora em conferência de imprensa.

Facto é que as transferêiancias ainda não representam números significativos, o que Gilberto Évora vê como um possível “aguardar” dos eleitores para a confirmação da data das eleições, para se posicionarem, conforme as suas condições.

Em caso de o cenário ser prolongado, o responsável disse que a solução passará necessariamente por uma união de força da Comissão de Recenseamento Eleitoral junto às forças políticas, para o aumento exponencial do número de recenseados, porque, acredita presidente, há muita população por cumprir ainda “tal acto de cidadania”.

Gilberto Évora disse que tem sido muito positiva a dinâmica de recenseamento na ilha, isto fruto de uma estratégia que contempla um posto fixo, que consegue realizar uma média de 20 recenseamentos diários, e um posto móvel, que em finais de semana, vai ter às comunidades, a fim de recensear o maior número possível de eleitores.

Actualmente, a ilha do Sal conta com cerca de 16.000 eleitores.

PE/JMV

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos