Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

A Cidade da Praia preocupa-se com politicas para o desenvolvimento social, edil Óscar Santos

 

Cidade da Praia, 17 Out. (Inforpress) – O edil da Câmara Municipal da Praia disse esta tarde que a Cidade da Praia se afirma como urbe “competidora e cosmopolita internacional, com a sua vocação atlântica voltada para o mar e que se preocupa com politicas para o desenvolvimento social.

Óscar Santos regozijou-se pelo facto da a capital cabo-verdiana ter sido escolhida como anfitriã do primeiro fórum para o Desenvolvimento Local, no continente africano, convicto de que deste colóquio sairá estratégias para o desenvolvimento da sociedade.

Durante a sua intervenção no IV Fórum Mundial para ao Desenvolvimento Económico Local, que decorre na capital do país entre 17 e 20 de Outubro , o autarca da capital cabo-verdiana asseverou que a Cidade da Praia, pela sua obrigação, sente-se parte inteira deste evento mundial.

Santos diz acreditar que este colóquio internacional está perspectivado para reflectir, dialogar, partilhar experiência, reforçar alianças, promover cooperação com as cidades do mundo e estimular politicas mais acertadas de implementação de novas metas para o desenvolvimento social sustentável e local.

Pala tamanha reverência reservada à capital cabo-verdiana, explica, e pela desmultiplicação da distância do mundo, a Cidade da Praia sente-se honrada por ser anfitriã deste acontecimento de impacto global, visando delinear estratégias para a economia do Desenvolvimento.

Enquanto isto, a vice-secretária-geral das Nações Unidas, Fekitamoeloa Utokamanu, fez a questão de frisar que os governos locais e regionais são parceiros nas suas politicas para o desenvolvimento estratégico e enalteceu o facto de Cabo Verde ter recebido o primeiro colóquio desta natureza em África, ciente de que estratégias serão perspectivadas no quadro dos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável, ODS.

Por seu turno, o ministro das Autonomias do Estado Plurinacional de Bolívia, Hugo Siles, manifestou a sua intenção de contribuir com a experiência acumulada pelo seu país para a inclusão do desenvolvimento e de diferentes níveis sectoriais e privados para reduzir a desigualdade social.

Já o sul-africano Park Tau considera que este IV Fórum Mundial para o Desenvolvimento Económico Local está construído sob uma visão estratégica para o desenvolvimento económico, baseada na construção de uma narrativa internacional ligada à economia.

Exortou os governos locais e regionais a assumirem uma liderança comprometida com o desenvolvimento e união dos seus povos, com base na promoção do desenvolvimento estratégico.

O senegalês François Morangina, director da Organização Internacional do Trabalho, OIT-Dakar, fez um discurso centrado na Agenda 2030, visando incentivar os presentes para politicas que consubstanciem nos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável, com o fito de eliminar a pobreza extrema e reduzir as grandes diferenças sociais.

SR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos