Cabo Verde participa em Espanha no primeiro congresso mundial das “Ilhas Inteligentes”

 

Cidade da Praia, 20 Abr (Inforpress) – Uma delegação cabo-verdiana chefiada pela ministra das Infraestruturas, Ordenamento do Território e Habitação, Eunice Silva, participa hoje e sexta-feira, na ilha da Maiorca, Espanha, no primeiro Congresso Mundial das “Ilhas Inteligentes”.

Segundo uma nota de imprensa do Governo, o encontro conta com a participação de cerca de 1500 participantes de entre os quais dezenas de peritos internacionais e membros dos governos das ilhas.

O evento que é organizado pela feira de Barcelona tem foco em quatros temas principais designadamente “Novas soluções de conectividades”, “Desenvolvimento social e urbano”, “Crescimento económico e Talento” e “Ilhas do Futuro”.

De acordo com a mesma fonte, o objectivo da organização é de oferecer um ponto de encontro entre governos, cidades e empresas no sentido de capacitar as ilhas para os desafios da globalização e atenuar as características especiais dos países insulares, nomeadamente a população flutuante, sazonalidade, mobilidade e retenção de talentos.

O evento terá uma zona de “networking” para troca de contactos e experiências entre participantes e conta ainda com a presença de empresas líderes na tecnologia como a Microsoft e outros do sector turístico como a Meliá Hotels and Resort, que tem empreendimentos em Cabo Verde.

A delegação cabo-verdiana integra para além da ministra Eunice Silva, o presidente do conselho de administração do Núcleo Operacional para a Sociedade de Informação (NOSI), António Fernandes, e o presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves.

Em conversa com a Inforpress, Augusto Neves disse que aproveitará a oportunidade para manter contactos com os autarcas locais no sentido de uma possível geminação com a ilha de Maiorca.

“Manteremos encontros com autarcas locais, numa região com um desenvolvimento muito grande, vamos fazer os contactos”, lançou o autarca mindelense, que vê no convite do Governo para fazer parte dessa delegação uma “grande abertura” em “estar com as câmaras” na procura de parcerias para a “melhoria da qualidade de vida” das populações e trazer investidores para as ilhas.

“Vamos conversar e preparar o pacote para próximas viagens em que poderemos desencadear processo de geminação que é o que pretendemos” concretizou Neves, o “grande objectivo”, aludiu, por se tratar de uma “região forte” a nível do turismo, mas também da planificação urbana, daí poder trazer “subsídios importantes” para desenvolvimento de São Vicente.

MJB/ZS

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos