Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santiago Norte: Agrupamento escolar de Assomada acolhe acto de abertura oficial do ano lectivo

 

Assomada, 18 Set (Inforpress) – A directora Nacional da Educação, Adriana Mendonça preside hoje, no agrupamento escolar de Assomada (ilha de Santiago), que que como sede o Liceu Amílcar Cabral, ao acto de abertura solene do ano lectivo 2017/18.

De acordo com o Ministério da Educação, a sessão solene de abertura do ano lectivo, sob o lema “Educação: um Compromisso com o presente e com o futuro”, acontece em simultâneo, em todo o território nacional, a partir das 10:00 e vai contar com a participação dos vários membros do Governo, presidentes de câmaras municipais e equipa de educação.

Para este ano destacam entre as novidades, a introdução da língua portuguesa, como língua segunda no primeiro ano de escolaridade, línguas inglesas e francesas como línguas estrangeiras no 5º ano de escolaridade, introdução do Mandarim para os alunos do 9º ano nos concelhos de Santa Catarina de Santiago, Praia e São Vicente e isenção de propinas para os alunos até o 7º ano.

A outra novidade é a introdução dos Cadernos Experimentais no 1º, 5º e 7º ano do Ensino Básico, bem como novos Manuais de Matemática do 1º ao 4º ano.

As actividades lectivas do primeiro, segundo e terceiro trimestre vão de Setembro a Dezembro de 2017.

Com um total 77 agrupamentos educativos a nível nacional estão previstos um total 130 mil alunos, sendo que 22 mil no Pré-Escolar, 74 mil do 1º ao 7º ano de escolaridade e do 8º ao 12º com 34 mil alunos e 7.815 docentes mais 218 do que no ano anterior.

Os agrupamentos vão funcionar com novas formas de gestão, com mais elementos, ou seja, para além do director irá ter ainda um sub-director pedagógico do ensino básico e um administrativo e as delegações, informa o ME.

Em Santiago Norte, o município de Santa Catarina vai ter sete agrupamentos e cerca de 10 mil alunos, no Tarrafal três agrupamentos, sendo que no básico estão esperados 2500 alunos e 169 professores e secundário 1950 alunos e 140 professores.

São Lourenço dos Órgãos, São Salvador do Mundo e Santa Cruz contam com três agrupamentos cada, sendo que o primeiro, vai ter perto de 2000 alunos e 109 professores e o segundo, cerca de 130 professores.

Os delegados do Ministério da Educação (ME) apontam a degradação da rede escolar como o “problema maior”, mas consideram que houve intervenções em algumas escolas e outras serão contempladas em 2018. Em Santa Catarina o agrupamento centro está a ultimar as obras.

Já em São Lourenço e São Salvador do Mundo as escolas que foram reabilitadas vão estar prontas para receber os alunos no dia 19.

De entre os constrangimentos apontam transporte para deslocação dos alunos para outros agrupamentos como “preocupação”, mas já têm garantias do ME de que vai assumir o pagamento.

Entretanto, garantem que tudo está a postos em termos de recursos e matrículas, e que estão “em condições” para o arranque do novo ano.

Já os pais queixam-se da falta de livros, e há quem diz desconhecer informações sobre os novos manuais.

FM/FP

Inforpress/Fim

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos