Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo Verde com 131 jardins infantis e escolas básicas em amostras do inquérito IPPI-DDCI 2021

Cidade da Praia, 16 Nov (Inforpress) – Um total de 131 jardins infantis e escolas básicas serão amostras no Inquérito sobre a Prevalência das Parasitoses Intestinais e Distúrbios Devido a Carência em Iodo (IPPI-DDCI 2021) em todo o País.

Falando à comunicação social à margem da cerimónia de abertura da formação dos inquiridores, que arrancou hoje Cidade da Praia, a coordenadora do inquérito, Dulcineia Trigueiros, explicou que o inquérito será a nível nacional.  

 “A importância deste inquérito é conhecer a situação da prevalência das parasitoses e distúrbios devido a carência de iodo em Cabo Verde. Vai ser um inquérito a nível nacional, em todos os concelhos, vamos ter 65 jardins e 66 escolas como amostras”, explicou, completando que serão abrangidas crianças dos 4 aos 12 anos de idade.

Esta responsável disse ainda que, em relação às parasitoses, o último inquérito foi em 2012 e que em relação aos estudos devido a carência de iodo o último inquérito foi em 2010.

Também em declarações à imprensa, a Directora Nacional da Educação, Eleonora Sousa, afirmou que o Ministério da Educação tem vindo a trabalhar em coordenação com o Ministério da Saúde na vacinação e também na desparasitação, bem como agora no inquérito que pretende avaliar a prevalência do iodo nas crianças.

“Relativamente à carência do iodo, nós sabemos as consequências na saúde mental das nossas crianças, a carência de iodo provoca distúrbios mentais. Então, quanto mais cedo forem prevenidos melhor. Daí que desde 2010 foi realizado a nível dos jardins e das escolas do ensino básico atendendo as crianças dos 4 aos 12 anos de idade e nós estamos totalmente engajados”, ressaltou.

A desparasitação em massa vem sendo implementada em jardins de infância e escolas do ensino básico, desde 2007.

Com os resultados do inquérito sobre a prevalência das parasitoses intestinais em Cabo Verde, realizado em 2012, verificou-se uma diminuição da prevalência de helmintos de 50 por cento (%) para 21%, o que levou à redução das campanhas anuais de desparasitação de duas para uma, de acordo com as orientações da OMS.

Em relação à carência de iodo, segundo o inquérito realizado em 2010, a prevalência do bócio global passou de 25% para 7,6% e o bócio visível 5% para 0,8%.

O seguimento e a avaliação são partes integrantes do programa de luta contra as parasitoses e os distúrbios devido a carência em iodo (DDCI), sendo essenciais para assegurar o funcionamento eficaz e conseguir o máximo de resultados.

Um bom sistema de seguimento permite evidenciar o impacto do programa e orientar acções futuras.

O Ministério da Saúde, em parceria com o Ministério da Educação, INE, OMS, e UNICEF, realizará um único inquérito nacional abrangendo as duas áreas, nos jardins (crianças de 4 e 5 anos) e escolas do ensino básico (1º ao 6º ano), em todo o território nacional, a partir de 22 de Novembro a 10 de Dezembro de 2021.

GSF/HF

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos